Capítulo 1

Selo 1 Dragão VermelhoPostulados do Propósito Governante do Tempo e Níveis de Consciência de Corpos em Evolução

Postulado 1.1
No tempo quadridimensional, a consciência é vista como a continuidade da evolução do tempo através do espectro evolutivo total da inteligência. Este espectro evolutivo da inteligência é chamado de Cérebro Galáctico, e representa o índice dos potenciais vetores do tempo governando a pré-vida, a vida instintiva, a vida telepática e a mente pura.
Postulado 1.2
A fonte da freqüência do tempo é Deus, que é visualizado no centro do Cérebro Galáctico. Deste centro, a suprema inteligência coordenadora de Deus irradia simultaneamente para todos os pontos do Cérebro Galáctico, por toda a parte dos Cérebros Galácticos que constituem a ordem universal do plano de Deus. O movimento do tempo como evolução da consciência é liberado do centro como energia e retorna ao centro como mente.
Postulado 1.3
A freqüência do tempo 13:20 permanece constante por todas as fases do espectro evolutivo, mantendo a ordem sincrônica através de todas as fases simultaneamente.
Postulado 1.4
Informando igual e uniformemente o espectro completo das possibilidades evolutivas de energia, massa e consciência, a freqüência constante de tempo 13:20 funciona como a Lei do Tempo: T(E) = Arte, energia fatorada pelo tempo é igual à arte. A qualidade da beleza é o índice da eficiência da equação da Lei do Tempo, perceptível como a ordem sincrônica do universo em qualquer momento dado.
Postulado 1.5
A freqüência de tempo é responsável pelo governo do propósito e dos níveis de consciência dos corpos em evolução. O tempo fatora a massa primordial em energia pré-consciente e estrutura atômica. O tempo desenvolve a energia de massa atômica inorgânica para massa celular orgânica. O tempo fatora a massa celular em energia inconsciente chamada vida. Tudo na vida possui energia inconsciente.
Postulado 1.6
A evolução biológica tende na direção dos estados do ser capaz de sustentar momentos conscientes no tempo. Entidades biológicas evoluídas capazes de sustentar momentos conscientes no tempo disparam consciência auto-reflexiva ou de experiências simples de tempo. Estas experiências simples de tempo são referidas categoricamente como experiências místicas. Experiência mística está predisposta à experiência simples de tempo por causa do intento de aproximar-se de Deus, o centro e o diretor de toda a inteligência.
Postulado 1.7
O propósito da experiência mística do ser auto-reflexivo é afirmar Deus, que é por outro lado imperceptível, e impulsionar cumulativamente o organismo biológico para uma condição de consciência auto-reflexiva pura. Tentativas de sistematizar experiência mística são, na verdade, tentativas de entender o tempo. Mas sem o conhecimento exato da Lei do Tempo, os sistemas místicos somente podem ser aproximações bem intencionadas .
Postulado 1.8
Somente na condição de ser auto-reflexivo, o conhecimento da Lei do Tempo pode ser obtido. A descoberta da Lei do Tempo define o estágio entre a mera consciência, que é de momento a momento, e consciência contínua. O conhecimento da Lei do Tempo distingue a experiência mística máxima que é geralmente individualista, e a consciência contínua, a qual entra no coletivo telepático. A consciência contínua é dependente do engajamento mental das estruturas da inteligência pelas quais o tempo quadridimensional é conhecido.
Postulado 1.9
A consciência contínua baseada em conhecimento auto-reflexivo da Lei do Tempo e suas matrizes radiais operantes de forma e número, resulta na criação das estruturas mentais de duração prolongada, semelhante à criação dos cristais no reino inorgânico. O cultivo destas estruturas mentais de duração prolongada constitui a essência da cultura galáctica, a qual é entendida como o cultivo do Cérebro Galáctico.
Postulado 1.10
A suprema natureza mental do tempo define o iminente estágio evolutivo da raça humana como transcendendo completamente os interesses físicos tridimensionais que têm dominado a espécie humana operando sem levar em conta a Lei do Tempo. A preocupação da humanidade operando com a Lei do Tempo será o cultivo das estruturas mentais prolongadas de consciência contínua e das subseqüentes experiências do super-consciente hiperorgânico.
Postulado 1.11
As estruturas sociais ordenadas pela Lei do Tempo também são estruturas telepáticas de conhecimento. A integração dos padrões de vida biológica na freqüência de tempo correta com o objetivo da criação das estruturas mentais de duração prolongada irá dotar a espécie humana com uma consciência telepática coletiva atualmente desconhecida.
Postulado 1.12
Somente num campo de consciência integrado telepaticamente existe o potencial para a construção dos veículos para as possíveis viagens no tempo. O estudo das Harmônicas Celestiais é um campo integrado inseparável das condições sociais e das necessidades que originam a possibilidade e a necessidade da viagem no tempo.
Postulado 1.13
Um veículo de viagem no tempo constitui-se de um corpo telepático movendo-se no tempo entre pontos vetores predefinidos, ou corpos no tempo. Esta possibilidade não pode ocorrer até que exista uma compreensão da evolução do tempo como consciência e o rearranjo da ordem social humana de acordo com a Lei do tempo. A obtenção deste rearranjo com sucesso é, em si mesmo, um teste evolutivo requerendo a vontade coletiva da espécie humana de acordo com a dinâmica da sua própria biosfera planetária.