Capítulo 18

Selo 18 Espelho BrancoViagem para Universos Paralelos, ou Visitando Outros Cérebros Galácticos

Postulado 18.1
A emissão e qualidades térmico-lumínicas resplandecentes na excitação de uma supernova é uma função correlata de um elevado programa meditativo da Federação Galáctica.
Este programa meditativo está coordenado pelo programa angélico piloto da inteligência evolucionada originalmente pela massa estelar na sua trajetória para se tornar uma supernova.
Postulado 18.2
O ponto de concentração meditacional do programa angélico piloto com a explosão final da massa estelar em supernova desintegrante auto-radiativa, subliminarmente marca a emissão simultânea do programa piloto em universos paralelos e outros cérebros galácticos.
Postulado 18.3
Pelo poder da inteligência navegacional consciente subliminar prévia à emissão pico da excitação, os programas angélicos pilotos podem eleger metas nos universos paralelos que podem ser selecionadas para coordenar a inteligência subliminar com etapas primárias pré-orgânicas da evolução de massas estelares paralelas.
Isto estabelece um espaço quântico dimensional em contraponto ao tempo hiperdimensional.
Postulado 18.4
Os universos paralelos ou outros cérebros galácticos representam a soma infinita de possibilidades alternativas representadas em qualquer momento da existência por qualquer dos infinitos números de corpos no tempo evoluindo até a consciência das potencialidades do vetor tempo.
Postulado 18.5
Os universos paralelos ou outros cérebros galácticos são igualmente coordenados por Deus e são sincronicamente ordenados em uma extensão de dimensionalidade espelhada em relação a este universo ou cérebro galáctico.
Tal como a ordenação sincrônica de todas as fases da evolução estelar, onde em qualquer momento todas as possibilidades do continuum energia-mente estão presentes, assim todos os universos paralelos e a ordem infinita das possibilidades da evolução do Cérebro Galáctico estão igualmente disponíveis e acessíveis.
Todavia, todos são holonomicamente indistingüíveis, isto é, eles todos estão governados por T(E)=ARTE .
Postulado 18.6
Os universos paralelos são momentos-pensamentos coexistentes para quaisquer momentos-pensamento que os corpos evolutivos no tempo podem escolher experimentar e agir.
Assim, universos paralelos são capazes de ser experimentados rapidamente no estado consciente, como uma visualização prolongada na consciência contínua e como armazém simbólico de escolhas imaginadas na mente do superconsciente.
Postulado 18.7
A escolha da entrada nos universos paralelos depende da evolução em mente pura.
A escolha de continuar a experiência de anjo subliminar é conferida por Deus como uma recompensa por ter sido feito todo o possível.
Postulado 18.8
Os Mahabodhisattvas são ordens angélicas que escolheram a transmigração galáctica.
O esforço Bodhisattvico está dirigido perpetuamente para o ilimitado campo global de realização de radiância e luminosidade através de todo o universo espelho radialmente infinito dos infinitos cérebros galácticos e sistemas planetários.
Postulado 18.9
Como uma sub-ordem dos graus angélicos, os campos-Buda ou graus de Bodhisattvas hiperdimensionais conscientes se unificam como serviço de rádio-inteligência telepática pilotados pela suprema inteligência consciente (Mente-Buda) de Deus.
Postulado 18.10
Buda ou mahabodhisattvas são projeções piloto de mente pura da “nave de almas” angélicas emitidas no momento de pico de excitação de supernova para sistemas previamente selecionados de mundos paralelos.
Pelo poder sobre o tempo inerente à consciência subliminar, as projeções angélicas piloto mahabodhisattvicas selecionam fases iniciais de tempo pré-orgânicas do crescimento e da expansão de massas estelares paralelas com o potencial para ter planetas com vida sobre os que permanecem como observadores telepáticos.
Postulado 18.11
Através da rádio inteligência telepática da mente desperta, as projeções angélicas mahabodhisattvicas subliminarmente guiam os mundos menos evoluídos à realização consciente de universos paralelos de descoberta auto-reflexiva da Lei do Tempo.
Postulado 18.12
Para qualquer universo paralelo, a evolução do tempo como consciência procede na mesma ordem que o universo primário ou cérebro galáctico.
A ordem holonômica de Deus não distingue entre universos paralelos, no entanto mantém um registro de cada tipo que existe, e também qual fase do tempo é manifestada para qualquer ponto da ordem sincrônica.
O Cérebro Galáctico, do qual nossa Terra e sol são uma ordem planetária-estelar, podem ser um universo paralelo para qualquer número de outros cérebros galácticos.
Postulado 18.13
Todo tempo é agora.
A ordem sincrônica do T(E)=Arte holonomicamente reflete no agora todo o espectro evolucionário da energia-mente.
A normalização de funções, quer inorgânicas, orgânicas, hiperorgânicas ou pós-orgânicas, equaliza todas as ordens no agora.
Deus está sempre presente no agora.