Capítulo 7

II. Exercitando A Norma

Selo 7 Mão AzulUsando as Ferramentas Para Mapear os Níveis de Incidência das Harmônicas Celestiais

Postulado 7.1
A ordem sincrônica do universo regulada pela freqüência de tempo 13:20 universalmente comum está organizada como sistemas de Harmônicas Celestiais.
A coordenação das Harmônicas Celestiais somente é praticável com as ferramentas corretas: o Calendário de Treze Luas, o Telektonon e o Encantamento do Sonho.
Postulado 7.2
As Harmônicas Celestiais representam uma ordem de significados intencionais que só pode ser acessada pelo ponto vetor potencial emanando de um determinado ponto no espaço, o corpo evolutivo da consciência.
Postulado 7.3
A regularização do tempo diário de acordo com o ciclo biológico de 28 dias e treze luas, estabelece as incidências mais comuns das Harmônicas Celestiais.
Estas Harmônicas Celestiais são funções dos poderes numéricos quadridimensionais, 4, 5, 7, 13, 14 e 20 (28).
Pela regularização da ordem biológica, o poder cíclico do tempo torna-se transparente e ilumina o consciente contínuo com os padrões-forma de significado de acordo com a autonomia da consciência acessando as formas.
Postulado 7.4
Incluindo a incidência das Harmônicas Celestiais acessíveis através do Calendário de Treze Luas, o Telektonon estabelece ordens mais complexas de Harmônicas Celestiais que são históricas e interplanetárias por natureza.
A introdução do Cubo da Lei, poder do 16 (4×4) (1/2 32,1/4 64), amplifica o potencial para o mapeamento da transição biosfera-noosfera.
Postulado 7.5
A ordem cristalina primária da dinâmica evolutiva estabelece uma função de tempo cultural definida como Aboríginal Continuidade (AC = Aboriginal Continuity).
A Aboriginal Continuidade induzida pelo cristal é balanceada pela sua dinâmica projetiva, o reflexo secundário da vida, cuja função contínua de tempo em curso é definida como CA (Civilização Avançando = Civilizational Advance).
Postulado 7.6
No ciclo histórico resultante na criação da tecnosfera e no desequilíbrio biogeoquímico ocasionando a transição biosfera-noosfera, a função avançada CA é definida como (Civilização Avançando).
A soma desequilibrada do processo CA no ciclo histórico de 5200 anos nada mais fez do que destruir o poder do AC.
Postulado 7.7
No Telektonon, o uso do cristal de recarga integra a ordem cristalina primária nos funcionamentos biológicos telepáticos regulados e abertos pelas Harmônicas Celestiais.
O propósito da identificação e do mapeamento das Harmônicas Celestiais do Telektonon através das aplicações telepáticas, como o Experimento da Ponte do Arco-Íris Circumpolar Telepático e do Projeto Rinri, é restaurar o equilíbrio entre as funções AC e CA.
Isto também é chamado de reeducação magnética da humanidade.
Postulado 7.8
A conclusão bem sucedida do Projeto Telektonon-Rinri é o restabelecimento da primazia do AC e a reintegração da CA, agora definida como “Advertência Cósmica”.
A fusão 13:20 da “Aboriginal Continuity (AC 32) define a condição simbiótica da continuidade humana biosfera-noosfera que caracteriza a era Psicozóica.
Postulado 7.9
O padrão de simetria binária inversa da matriz 13:20 estendida sobre quatro placas ou funções de tempo estabelece o banco psi como o registro holonômico do Cérebro Galáctico codificado completamente na escala planetária.
Como resultado, o banco psi contém o complexo completo do potencial vetor do tempo criando as Harmônicas Celestiais, acessíveis através dos códigos do Encantamento do Sonho.
Postulado 7.10
As Harmônicas celestiais pessoais são as explorações telepáticas no tempo baseadas na data do nascimento a qual então define o ponto-espaço pessoal e suas potencialidades do vetor tempo.
Através das Harmônicas Celestiais o processo da vida que tem sido inconsciente pode ser experimentado na ordem consciente de sua expansão sincrônica.
Postulado 7.11
As Harmônicas Celestiais históricas são as explorações telepáticas no tempo baseadas na data de um evento histórico específico a qual então define o ponto-espaço do evento específico e suas potencialidades do vetor tempo.
Através das Harmônicas Celestiais os processos históricos que eram inconscientes ou errados carmicamente, podem ser experimentados e sincronicamente ajustados de acordo com a dinâmica evolutiva da consciência contínua.
Postulado 7.12
As Harmônicas Celestiais interplanetárias são as explorações telepáticas no tempo baseadas num ponto-evento interplanetário específico o qual então define os pontos-espaço interplanetários específicos e seus potenciais do vetor tempo.
Através das Harmônicas Celestiais, os tubos de fluxo, os quais foram feitos disfuncionais e tornaram-se inconscientes, podem ser restabelecidos e ultilizados para os programas de rearranjos interplanetários sincrônicos, dependentes da conclusão do experimento da ponte do Arco-Íris circumpolar.
Postulado 7.13
As Harmônicas Celestiais da vida universal galáctica são as explorações telepáticas no tempo baseadas em um ponto específico na continuidade do evento galáctico, o qual então define a identificação dos ponto-espaços galácticos específicos e suas potencialidades no vetor tempo.
Através das Harmônicas Celestiais, o fluxo criativo da continuidade do evento galáctico pode ser introduzido, expandindo a perspectiva e a compreensão criativa da ordem sincrônica.