(17) Sonhos Das Crianças Do Tempo


Numa terra antiga, uma criança humana encontrou uma antiga concha de tartaruga. Contando pelos dedos das mãos e dos pés, a criança contou treze escamas. Olhando para a lua, a criança admirou-se.

No profundo de uma antiga floresta uma criança humana encontrou um antigo tronco de árvore dividido ao meio. Olhando fixamente para os anéis de árvore a criança contou-os. A árvore tinha muitos mais anéis do que os humanos tinham em dedos mãos e dos pés. A criança admirada, olhou para cima para o topo das árvores.

O mágico da tartaruga apareceu a uma criança humana, num sonho. No sonho, o espírito mágico da tartaruga disse à criança:


Oh filho do tempo

O tempo está no teu corpo, como o que flui no da tartaruga
A lua está no teu corpo, como o sábio tempo
Olha dentro da lua e diz-me o que vês

No corpo de sonho, a criança humana sonhando, entrou na lua. Lá, ela viu os treze alojamentos todos puros e redondos num grande e brilhante céu. Em cada alojamento, ela viu o espírito guardião dos animais. Parece que cada um dos espíritos animais dos alojamentos da lua disseram algo à criança, cada animal falou uma palavra de poder. Então, quando ela chegou ao décimo terceiro alojamento, o espírito mágico da tartaruga tinha deixado a criança entrar em todo o seu caminho.

A criança estava agora no alojamento da lua cósmica com o espírito da tartaruga. O espírito da tartaruga encheu a criança com amor intenso. No amor estava um intenso conhecimento. O poder de treze mostrou-se de muitas maneiras maravilhosas, desde a girar da energia do Hunab Ku até ao tempo do ciclo da mulher. A criança estava tão feliz que transbordava.

Pela manhã, quando ela acordou de seu sonho, a criança tinha uma nova determinação. Ela chamou-se a si própria "o espírito mágico da mulher tartaruga". Ela se tornou uma mulher sábia e poderosa. Ela levaria consigo o conhecimento da tartaruga e partilhá-lo-ia com os outros. Ela sabia: A Tartaruga é boa, a tartaruga é medicina. A Tartaruga é meu guia. Agora posso ser EU e ajudar os outros a encontrarem o caminho.

Assim deve ser o caminho das pessoas com o espírito mágico da tartaruga. Elas comunicam com a tartaruga nos seus sonhos, onde quer que a tartaruga se encontre, na região dos lagos ou nos riachos. As pessoas com o espírito mágico da tartaruga conhecem o poder da mensagem da tartaruga. Elas sabem que com o poder mágico da tartaruga podem assegurar o seu lugar na grande biosfera.

Para continuar o conhecimento do sonho através das futuras gerações de seres humanos, o espírito mágico da tartaruga organizou o seu povo numa federação de treze clãs. O propósito destes clãs era manter vivo todo o conhecimento espiritual da tartaruga, o tempo, as treze luas.

O espírito mágico da árvore apareceu num sonho a outra criança humana. No sonho, o espírito mágico da árvore disse à criança:


Oh criança humana

O tempo está na tua mente, tal como a sábia árvore
A árvore está no teu corpo, como o tempo que flui
olha para dentro do corpo da tua árvore e diz-me o que vês?

No seu corpo de sonho, a criança humana olhou para dentro de si mesma. Seu corpo estava transparente e cheio de luz. Dentro dela havia algo parecido com uma árvore. Os ossos da sua coluna vertebral, costelas, braços e pernas eram feitas de algo tipo árvore, mas impetuosa e não como algo sonhador já alguma vez visto. Quando olhou para um dos seus ossos, ele transformou-se num tronco de árvore. Os anéis contavam-se em grupos de cinco. E a criança viu que quatro grupos de cinco faziam 20, tal como os cinco dedos de cada uma das suas mãos e dos seus pés. Cada mão tinha cinco dedos, cada pé tinha cinco dedos.

Quando ela entendeu isto no sonho, foi como um grande tambor batendo no céu, cinco, dez, quinze, vinte vezes. Cada vez que se davam as 20 contagens, mais tambores se juntavam ao bater do tempo. O som do tempo tornou-se tão intenso, que no sonho tudo brilhou de igual modo.

Para todos os lugares que a criança olhou através dos olhos do seu corpo de sonho. Tanto as florestas como os céus estavam igualmente cheios de chamas faladoras que contaram à criança sonhadora muitas coisas, antes da floresta arder.

Quando a criança sonhadora despertou do sonho, estava viva e cheia de energia radiante. Ela chamou-se de "espírito do homem da árvore mágica." Tornou-se um homem de conhecimento e poder. Ele levaria o conhecimento da árvore e o 20 da contagem sagrada com ele para partilhar com os outros. Ele sabia: árvore é boa, a árvore é saúde. Árvore é meu guia. Agora posso ser EU e ajudar os outros a encontrarem o caminho.

Assim deve ser o caminho das pessoas com o espírito mágico da árvore. Comunicam-se com a sua árvore nos seus sonhos e onde quer que a árvore se encontre, nos bosques ou nas grandes florestas, perto de todos os lagos e riachos. As pessoas do espírito de árvore mágica conhecem o poder da mensagem da árvore. Elas sabiam que com o poder mágico da árvore podem assegurar os seus lugares na grande biosfera.

Para continuar o conhecimento do sonho através de futuras gerações de seres humanos, o espírito mágico da árvore organizou o seu povo numa liga de 20 tribos. O propósito das 20 tribos da liga da árvore era manter vivo todo o conhecimento do espírito da árvore, o tempo, e a contagem sagrada de 20, o poder do sol.

Assim, a mãe Terra, fez o seu melhor. A Federação da tartaruga guardará a contagem sagrada da tartaruga das treze luas. A liga da árvore manterá a contagem sagrada dos 20 da árvore do sol. O conhecimento do tempo será mantido como uma sagrada memória pela criança humana. Com a Federação da tartaruga e da liga da árvore, os humanos podem permanecer no seu caminho.

Através da Federação da tartaruga e da liga da árvore, o humano pode resistir tempo suficiente para ajudar a biosfera reciclar-se no final do tempo da Nova Era. Se a última geração das crianças humanas sobreviver o fim do tempo da Nova Era e criar a unidade de tempo, então a minha biosfera irá finalmente ficar completa. Mas é a tua história que tens de terminar, a última geração de crianças da última geração dos meus filhos. Vê como sonharás a história do tempo para a próxima vez.