(8) Porque É Que A Tartaruga Tem Uma Concha

(8) Porque É Que A Tartaruga Tem Uma Concha
Uma vez que o tempo tinha tecido a biosfera numa teia de vida de mar e terra, a Bisavó Galáxia recorda, a terra estava feliz. Agora ela estava pronta para mergulhar em frente no tempo da Nova Era. Para esta tarefa, a Terra sabia que precisava de sábios para manter proteção sobre a biosfera. A Terra sabia que precisava de um guardião para cada um dos reinos vivos, o animal e o vegetal. Estes dois guardiões seriam responsáveis por manter o equilíbrio da Terra Biosférica até o final do começo da Nova Era.

Como a tartaruga já tinha a sabedoria do tempo, a Terra escolheu a tartaruga para ser o Guardião do Reino Animal. Uma vez que a árvore já era o guardião do tempo, a Terra escolheu a árvore para ser o Guardião do Reino Vegetal.

Então a Terra falou com a tartaruga: tartaruga, nas tuas costas há treze escamas que contêm o conhecimento do tempo a que chamamos treze luas. Isto é o poder cósmico de energia que carregas nas costas.

A razão pela qual carregas o conhecimento do tempo nas costas é porque possuis uma concha. A tua concha possui o conhecimento de toda a terra. A tua concha é uma demonstração do poder cósmico do tempo que a terra inteira tece no manto da vida da biosfera.

A parte superior da tua concha com as treze escamas mostra como a biosfera é governada pela lei do tempo.

Treze escalas para refletir
o caminho das treze luas
Treze Luas para guiar a viagem em espiral da Terra
Mas uma vez em torno do sol
Treze Luas
uma Terra
um Sol
uma Tartaruga
constantes na Lei do Tempo

Tartaruga, estas treze luas movem-se por um padrão regular que mantém a biosfera em conjunto com o tempo. Como o padrão de vida das tuas treze escamas, a biosfera é regida pelo tempo. O tempo modifica a energia cósmica em modelos vivos para viver na Terra. Tartaruga, a robustez da tua concha mostra como o tempo mantém a biosfera constante e pronta.

A parte inferior da tua concha, mais suave, mostra o quanto és vulnerável e sensível. És sábia entre os vivos, porque a tua casca é a tua casa. Quando precisas de te retirar e conhecer a tua própria noite, as tuas quatro patas, cabeça e cauda, encolhem-se para o seu núcleo de tempo. Com as quatro pernas, podes navegar em quaisquer águas ou andar na terra, levando a tua mensagem do tempo onde quer que vás. Com a tua cabeça e cauda, podes navegar o teu corpo a reboque dos meus polos magnéticos. Tartaruga, és maravilhosa na tua forma e no tempo!

Se alguma vez acontecer, e o mais novo dos meus filhos esquecer a sua mãe, então, por favor, tartaruga, expõe-te, e partilha o teu conhecimento da biosfera, para que as crianças humanas da Terra se possam lembrar da união do tempo.

Scroll to top