3: THURISAZ

A Luz Sagrada

THURISAZPortal

Lugar Da Não Acção

O Deus Thor

Com portal como símbolo, esta runa indica-nos que há trabalho para ser feito tanto dentro como fora de nós. Thurisaz representa a fronteira entre o céu e o mundano. Chegar aqui é um reconhecimento da sua aptidão de contactar os Nomes do Divino e iluminar a sua experiência de maneira que o seu significado se desvende através da sua forma.

Thurisaz é a runa da não acção. Desta maneira este portal não é para ser atravessado sem contemplação. Nesta situação você esta sendo confrontado com um claro reflexo daquilo que esta escondido dentro de si, aquilo que tem que ser exposto e analisado antes que seja tomada a acção correcta.

Esta runa fortalece a sua capacidade de saber esperar. Não é altura para tomar decisões. Forças de transformação profundas estão activas neste antepenúltimo ciclo de runas.

Visualize-se no topo duma montanha parado em frente do portal. Põe baixo de si e atrás está toda a sua vida. Antes de entrar no portal faça uma pausa e reveja o passado: a aprendizagem e as alegrias, as vitórias e os desgostos – tudo aquilo que o trouxe até este momento – observe tudo, abençoe tudo e liberte-se de tudo. Pois é no deixar ir do passado que você ganha o seu poder. Atravesse o portal agora.

Invertida

Há um aceleramento no seu desenvolvimento aqui indicado. Mesmo que em tempos se tenha que fazer um desenvolvimento rápido, tem razão em parar durante o caminho, para reconhecer o antigo, e para integrar o novo. Tire vantagem destas paragens.

Se está a atravessar um período de dificuldades, lembre-se: que a natureza da sua passagem depende da qualidade de sua atitude, da clareza das suas intenções e da firmeza da sua força de vontade. Tenha a certeza que não esta a sofrer tendo pena de si próprio.

Desenhando Thurisaz invertida exige contemplação da sua parte. Decisões impensadas nesta altura pode causar arrependimentos, se você agir por fraqueza. Pense, preveja bem os seus motivos, não cause problemas maiores dos que já tem. Impulsos têm que ser controlados e fazer as coisas de maneira correcta. Não tente ir além daquilo que ainda não começou. Sossegue. Unifique-se, recolha-se e espere a vontade divina.

A não acção acaba por agir.