Princípios Matemáticos da Quarta Dimensão

II. Princípios

Princípios Matemáticos da Quarta Dimensão

pacal votan

Matriz Radial

A Quarta Dimensão é matematicamente construída por uma matriz radial. Uma matriz radial é uma ordem auto-existente de rácios numéricos e harmónicos cujas unidades e proporções são geradas radialmente, e todas elas, sozinhas ou somadas, possuem uma relação radial entre si. Todas as matemáticas de Quarta Dimensão são radiais; Todas as matrizes radiais, são conjuntos de números inteiros. Não há números irracionais ou fracionários, mas sim conjuntos simples de fractais e proporções cujo poder de ampliação exponencial é infinito.

Na sua essência de fórmula, a matriz radial é demonstrada como o código de conceito galáctico 0-19. Neste código, como em qualquer matriz radial, existem ordens iguais de conjuntos simultâneos que se projectam de um ponto central infinito e indefinível e se projectam igualmente em todas as direções. Cada ordem de conjuntos consiste no mínimo de duas ordens antípodas igualmente projectadas, e as somas de todos os conjuntos de ordens antípodas, representadas por um conjunto de números e seus subconjuntos independentes das ordens antípodas, são iguais, por exemplo, no código 0-19, a soma é sempre 19.

A totalidade dos conjuntos radiais de ordens antípodas e os conjuntos de números a partir dos quais eles são construídos são referidos como uma matriz, a ordem de tempo auto-gerada subjacente como a Quarta Dimensão. Como a descrição matemática da matriz subjacente à ordem da Quarta Dimensão é radiactiva e auto-informada reciprocamente em todas as suas partes, o tempo não pode ser concebido como linear, nem pode ser dito que tem qualquer ponto inicial ou final.

IMAGEM

 

Fractais

As construções matemáticas radiais da Quarta Dimensão que descrevem transformações energéticas e informativas são puramente de natureza fractal, mesmo quando os tipos de geometria estão envolvidos. Os fractais são auto-existentes, holográficos e infinitamente vectoriais, mantendo suas proporções em qualquer magnitude da escala. Fractais são para a Quarta Dimensão, o que a geometria é para a Terceira Dimensão. Para a ciência na Terceira Dimensão, não há espaço sem matéria e energia; No entanto, o tempo sempre foi aberto a perguntas, pois, como Vernadsky aponta, “o tempo não é uma dimensão da geometria métrica”.

A ciência da matéria espacial de Terceira Dimensão é construída de geometrias que descrevem um mundo de sólidos de vários graus de complexidade, enquanto as equações algébricas são usadas para descrever as transformações energéticas dos diferentes estados elementais abrangendo o mundo em constante mudança dos sólidos. O tempo não pode ser descrito dessa maneira, nem pode dizer-se que pode ser descrito de forma vectorial.

No entanto, a partir da perspectiva da Quarta Dimensão, o espaço pode ser um ponto infinitamente localizável, ou um único ponto dado por um vector infinitesimal. O único ponto no espaço está em conformidade com o momento actual para qualquer número de ordens infinitas ser capaz de experimentar o Agora em qualquer ponto no espaço. Este ponto de espaço infinitamente localizável pode ser informado por várias séries de fractais cujas proporções produzem diferentes formas de informação. Esta informação é da natureza das frequências de tempo interactivas. As frequências do tempo são resultados de diferentes níveis de descargas de rácios que são expandidas como informações que regem diferentes estágios da mudança de sistemas evolutivos totais.

A série fractal disponível para qualquer momento ou conjunto de momentos pertencentes ao ponto infinitamente localizável no espaço estão sempre dependentes de variáveis de estágio evolutivo, desenvolvimento mental e consciência auto-reflexiva.

A partir destes dois corolários: as frequências de tempo e o tempo em si são compreensíveis apenas a partir de uma abordagem de sistemas totais; E até que haja uma capacidade auto-reflexiva de desenvolvimento mental, a ciência do tempo não pode ser devidamente elaborada. Por outro lado, o envolvimento da mente com a natureza da matriz de Quarta Dimensão e os fractais, que são facilitados por esta matriz, abrem a mente para sua evolução. Por outras palavras, não podemos falar de frequências e fractais do tempo sem falar sobre o avanço evolutivo da mente.

As próprias frequências do tempo, em relação aos fenómenos da Terceira Dimensão, são holograficamente inclusivas e projectam-se de níveis de ordem maiores e mais inclusivos para níveis de ordem menores. Embora seja uma banalidade falar da inseparabilidade do espaço e do tempo, ou do espaço-tempo continuo, na verdade  o tempo é o princípio de ordenação do espaço, e apenas como contentor do espaço (e não vice-versa) pode ser dito que é inseparável. Embora, de forma alguma, o tempo possa ser descrito a partir de fórmulas exclusivas de ciência e matemática de Terceira Dimensão, a matemática da Quarta Dimensão pode fornecer novos níveis sintetizantes de compreensão para lidar com as permutações matéria-energia do espaço da Terceira Dimensão (veja abaixo: Pulsares).

Na ordem quadrimensional, um número não é uma função quantitativa, mas um composto qualitativo, uma interseção precisa das possibilidades fractais, cujas diferentes texturas harmónicas e cromáticas abrem a mente às suas sensações. As diferentes proporções de fractais do tempo na Quarta Dimensão consistem na movimentação de somas de relações numéricas. A interação ressonante destas relações numéricas móveis constitui o meio mental palpável da matriz radial. Os diferentes conjuntos de rácios fractais aninhados entre si, definem os níveis igualmente infinitos de ordem criativa incessantemente gerados pela matriz.

A unidade fractal chave da Quarta Dimensão é conhecida como Onda Encantada, que é definida como uma cosmologia auto-existente de 13 unidades (Kins). As unidades numéricas chave envolvidas na criação constituinte da Onda Encantada de 13 kins são: 4, uma composição das três primeiras ordens do número, que estabelece a ordem auto-existente; 5 (4 + 1), o que traz o poder de som da Força G; E 13 (4 + 5 + 4), que é o tom cósmico informando o quinto; Entre o quinto (4 + 1) e o décimo terceiro (9 + 4) ordens está o 8, o intervalo fractal logarítmico entre 5 e 13 (5 + 3 = 8, 8 + 5 = 13). Daí o rácio chave da Onda Encantada: 5:8::8:13 (veja abaixo: Onda Encantada).

 

Rácios

Assim como as geometrias da Terceira Dimensão produziram descrições de sólidos em todas as suas flutuações energéticas, mesmo sendo estes sólidos sejam apenas partículas subatómicas, os fractais da Quarta Dimensão produzem diferentes conjuntos de rácios que informam as frequências do tempo a todos os níveis de operação. Os rácios dependem e são coordenados pelo número de ordens da matriz radial e fornecem o conteúdo informativo dos diferentes fractais. Finalmente, os rácios descrevem as diferentes capacidades das frequências do tempo e as ordens sensoriais da experiência humana.

Os rácios matemáticos cujas proporções permanecem constantes em toda escala criam equivalências fractais com eles mesmos em diferentes magnitudes de escala ou com outros conjuntos de fractais. No exemplo da Onda Encantada, o rácio constituído, 5:8 :: 8:13, permanece constante quer a unidade do Kin da Onda Encantada seja o equivalente a um dia, uma lua, um ano, etc. Como o número, todos os rácios são de natureza mental e são complementadas ou aumentadas por ordens analógicas de metáfora. Assim como a mente é o substrato e o superstrato da realidade, também a Quarta Dimensão é o substrato e o superstrato da Terceira Dimensão.

A ordem de condição mental do tempo não é menos real ou irreal do que os estados tradicionais, sólidos, líquidos e gasosos da Terceira Dimensão. Como uma ordem mental, o tempo e a Quarta Dimensão são um estado ou condição abrangente e permeável, substituindo os estados físico-químicos líquido, sólido e gasoso, informando todo o espectro de transições de energia eletromagnética como a Terceira Dimensão. Por outras palavras, como a soma das expressões de rácios da ordem mental galáctica, o tempo é, na realidade, a origem das mudanças físico-químicas de Terceira Dimensão, seu agente de transmutação e sua conclusão transformacional Noosférica.

No desenvolvimento completo da ciência pulsar da  Onda Encanada em todas as suas permutações de rácios, encontra-se o complemento da Quarta Dimensão completo das ciências biofísicas e geoquímicas de Terceira Dimensão. A “escala” de rácios é fornecida pelo “Índice Harmónico” que exibe toda a gama de permutações dos 260 Kins que definem as enzimas interdimensionais galácticas, bem como os 32 conjuntos binários de harmónicas, mediante as quais a biologia galáctica se ordena num sistema auto-organizado de quatro unidades chamado Harmónicas.

 

O Tetraedro e a Ordem Tetraédrica

O tetraedro, a forma geométrica primitiva encontrada naturalmente nos estados cristalinos, é o agente de informação e a energia transduções entre a Terceira e Quarta Dimensões. A partir da Quarta Dimensão o tetraedro facilita a transdução de energia de rácio em Quântica tridimensional; a partir  da Terceira Dimensão o tetraedro facilita a transdução da informação quântica em energia de Quarta  Dimensão, que é, por natureza, espectral ao invés de material. Os fenómenos espectrais da Quarta Dimensão são caracterizados pela forma e luminosidade mas sem volume e massa.

Como unidade organizativa formal da Quarta Dimensão, a estrutura do tetraedro subjaz e informa os rácios da Onda Encantada e as “geometrias” do pulsar. A cada um dos quatro pontos do tetraedro correspondem à primeira, à quinta, à nona e à décima terceira posições da Onda Encantada. A unidade no tempo destas quatro posições da Onda Encantada condiciona as propriedades quadrimensionais do tetraedro. Os três conjuntos restantes de três unidades da Onda Encantada estabelecem três planos interactivos, triangulares de tempo unidos por um ponto em comum. Este ponto é o quinto invisível ou “Mais Um” do interior do tetraedro, do qual se projectam quatro vértices que terminam em cada um dos quatro pontos visíveis do tetraedro. Este ponto central também representa o canal do rácio da força g entre o ponto infinitamente localizável do espaço tridimensional – o Agora – e as ordens superiores da Quarta e Quinta Dimensões do tempo e da mente galácticos.

A Ordem Tetraédrica refere-se ao uso do tetraedro na descrição e construção de outras formas de holon, por exemplo,  o holon icosaédrico do planeta. Na realidade, todas as formas geométricas clássicas são derivados tetraédricos; da mesma forma o núcleo e a estrutura da Terra como um sólido são cristalinos na origem e de natureza de uma complexa ordem tetraédrica. Assim como a redução geométrica final de Quântica  é um tetraedro, também a condensação mínima de informações da Quarta Dimensão  são um tetraedro. Como soma de todas as possibilidades geométricas formais, a esfera contém o tetraedro no seu núcleo.

 

O Factor “Mais Um”

O Factor Mais Um (+ 1) é o princípio matemático da recirculação do tempo como um vórtice espiral. Sem o Factor Mais Um, haveria uma paragem plena, uma partitura musical constantemente regravada com um início esquecido e um final não desejado, na melhor das hipóteses, resolvida como tipo de ordem entrópica irremediavelmente complexa que civilização humana tridimensional agora exibe. O Factor Mais Um transforma uma órbita móvel sobre uma superfície plana no espaço num vórtice no tempo.

Mais Um representa o poder harmónico da força g (4 + 1). Em termos de relatividade, afirma-se a fórmula para o tempo: T = f (E = MC ² + 1). Tempo é uma função da velocidade da luz mais um; dizendo corretamente, a luz é harmonizada pelo tempo. Ao trazer a harmonia, a ressonância interdimensional – força g, o Factor Mais Um coloca qualquer fenómeno da Terceira Dimensão medido por instrumentação tridimensional, mesmo a luz, na sua condição de Quarta Dimensão imensurável e intangível, onde a mutação é uma opção realizável.

No código galáctico 0-19, ponto-barra, O Factor Mais Um é representado como a passagem da equivalência de quatro pontos do número quatro, ou a ordem do quarto, para a equivalência de barras de cinco ou a ordem do quinto. Na fórmula de cores das Harmónicas, Vermelho-Branco-Azul-Amarelo, o Factor Mais Um produz a quinta cor, Verde, resultando numa quinta célula do tempo. No tetraedro, os três lados automaticamente criam o Factor Mais Um, o quarto lado; enquanto os quatro pontos procedem tacitamente de um quinto ponto interior, o Factor Mais Um que mantem unido o tetraedro.

O Factor Mais Um é o poder do tempo para transmutar formas complexas, para além do seu ponto de estase entrópica. Enquanto 12 é um número complexo de perfeição cristalina, ainda que estática, O Factor Mais Um produz o 13, um número primo, que representa o poder galáctico da recirculação vortical[1] do tempo. Da mesma forma os 32 conjuntos de harmónicas binárias produzem 64, combinando o conjunto de 64 codões do ADN, que, como o complexo 12, produz uma paragem; 64 + Mais Um, a 33ª Harmónica que não tem par , produz 65 (13 x 5), que representa o poder interdimensional da força g para revigorar o corpus da matéria viva, para além de si mesmo na sua próxima etapa evolutiva.

Treze Luas perfeitas de 28 dias cada produzem 364. Como 12, 32 e 64, 364 é um número ainda mais complexo, também representado como 52 x 7, o número de semanas num ano solar; 364 + Factor Mais Um produz 365, dia Verde, que está fora dos dias do calendário, (5 x 73), o número total de dias da órbita solar da Terra, garantindo o ciclo de 13 Luas, o poder de re-circulação vortical. Este poder de re-circulação é demonstrado pelo facto de que o ano solar-galáctico segue a sequência harmónica sempre em mudança dos anos vermelhos, brancos, azuis e amarelos.

Em Resumo: Os princípios matemáticos da Quarta Dimensão que regem o tempo e as frequências do tempo das ordens de sistemas totais são:

  1. Radial consiste, portanto em conjuntos radicalmente não-lineares, de harmónicas de  padrões de número inteiros, operando como
  2. Uma Matriz, uma construção de número inteiro auto existente e auto-gerado cujo poder do movimento é
  3. Fractal, cujas configurações de números capazes de consistência simétrica através de escala; Fractais são construídos de
  4. Rácios, que trazem as informações através de conjuntos de proporções constantes;
  5. O Tetraedro é a forma geométrica mínima com capacidade máxima de suporte de informação; ao mesmo tempo
  6. O Factor Mais Um resolve todas as ações e garante a re-circulação contínua de informações como um continuum de vórtice sem começo nem fim.

[1]
“De vórtice” (Nota do Autor)
Scroll to top