Kin 147, Mão Auto-Existente Azul

Qual é a forma?

Kin 147, Mão Auto-Existente Azul

Conhecer, Medindo a Cura com o poder da Realização

Kin 147, Mão Auto-Existente AzulO Tom Autoexistente (CAN) induz-me a questionar: o quê, onde, quando, porquê e como; induz-me a definir detalhes, especificar, determinar parâmetros e medir possíveis cenários. Planeio e sonho com a estrutura que almejo! A sabedoria do tom autoexistente ajuda o meu desenvolvimento ao observar que, quando registro a fórmula para a criação de algo, os outros podem replicá-las, baseando-se nos meus valores. Lembro-me das minhas definições cotidianas e construo as minhas próprias percepções, que dão forma ao mundo. Todos funcionamos como sistemas abertos, portanto sou capaz de reestruturar as minhas perspectivas e transformar a minha realidade!

A Mão Azul (MANIK) representa o poder da realização. Construções e acabamentos são obras das mãos: abrir caminhos, remendar, sustentar, emprestar. Cidades foram construídas e mãos fizeram-nas desabar. A Mão é o sétimo e último arquétipo no ciclo do desenvolvimento da vida. Representa o poder encontrado na realização, no momento quando algo é finalizado. Ela é vista como a conclusão, um portal para outro entendimento, outro nível do ser. Quando tomo conhecimento da minha necessidade individual pela cura também devo pensar na minha necessidade universal. As minhas mãos são ferramentas de conhecimento. As mãos sentem e curam, são extensões do meu ser, recebem e transmitem energia, e falam uma linguagem universal. A Mão Azul encoraja-me a conhecer as minhas mãos e o poder de seu toque. A Mão dá-me o empurrão que preciso para finalizar projectos como se fossem presentes da minha essência para o mundo. A energia da Mão representa um dia cheio de energia criativa e desejo por agir. É um dia perfeito para qualquer actividade artística, de cura ou massagem, um dia para celebrar a conclusão ou realização de uma ideia, plano ou projecto. Um dia para ver as ferramentas que possuío e expressar, através delas, quem sou.

A forma ideal emerge quando entrego o propósito de me focar no florescimento da minha vida bem como os meus desejos ao Plano Maior e me torno receptivo e confiante em relação à forma que é canalizada através de mim. Uso o poder da definição para ver, compreender e relacionar-me com a vida mais autenticamente. Medir permite-me ver a dimensão das coisas e dá-me o poder do discernimento, para que se manifeste o alinhamento correto.

“Sou como a água: com fluidez atravesso o portão que se abre para mim.”

Kin 147, Mão Auto-Existente Azul

Eu defino com o fim de conhecer
Medindo a cura
Selo o armazém da realização
Com o tom auto-existente da forma
Eu sou guiado pelo poder da abundância
Sou um portal de ativação galáctica, entra por mim

 

Tom 04: Autoexistente (CAN) – Qual a forma?
PODER – Define | ACÇÃO – Mede | ESSÊNCIA – Forma

SELO 07: Mão Azul (MANIK)
PODER – Realização | ACÇÃO – Conhecer | ESSÊNCIA – Cura