Kin 167, Mão Espectral Azul

Como liberar e deixar ir?

Kin 167, Mão Espectral Azul

Conhecer, Libertando a Cura com o poder da Realização

Kin 167, Mão Espectral AzulO Tom Espectral (BULUC) representa o poder da dissolução criativa e da estrutura dissonante. Aquilo que pode parecer o caos e a destruição pode ser, na verdade, uma força necessária para liberar e libertar estruturas e paradigmas rígidos. Conforme liberto o que já não me serve mais, crio novas oportunidades para novos conhecimentos surgirem. O tom Espectral tira-me da rotina, deixando-me livre de expectativas e noções pré-definidas, libertando-me num espectro de possibilidades! O poder espectral encaminha-me para dissolver conceitos fixos, medos ou padrões instalados na minha mente. O Tom Espectral declara: “Eu atraio as reviravoltas e descobertas, eu dissolvo identidades, eu abro espaço para novos modelos, eu manejo a dissonância como uma força que liberta, eu dissolvo crenças limitantes e construo – sem caixas, sem separações, sem fronteiras”.

A Mão Azul (MANIK) representa o poder da realização. Construções e acabamentos são obras das mãos: abrir caminhos, remendar, sustentar, emprestar. Cidades foram construídas e mãos fizeram-nas desabar. A Mão é o sétimo e último arquétipo no ciclo do desenvolvimento da vida. Representa o poder encontrado na realização, no momento quando algo é finalizado. Ela é vista como a conclusão, um portal para outro entendimento, outro nível do ser. Quando tomo conhecimento da minha necessidade individual pela cura também devo pensar na minha necessidade universal. As minhas mãos são ferramentas de conhecimento. As mãos sentem e curam, são extensões do meu ser, recebem e transmitem energia, e falam uma linguagem universal. A Mão Azul encoraja-me a conhecer as minhas mãos e o poder de seu toque. A Mão dá-me o empurrão que preciso para finalizar projectos como se fossem presentes da minha essência para o mundo. A energia da Mão representa um dia cheio de energia criativa e desejo por agir. É um dia perfeito para qualquer actividade artística, de cura ou massagem, um dia para celebrar a conclusão ou realização de uma ideia, plano ou projecto. Um dia para ver as ferramentas que possuío e expressar, através delas, quem sou.

Deixo ir! Absorvo a vida, absorvo novos ares. Sou flexível ao fluxo sem forma do universo. Permito que o meu foco cubra um vasto alcance. Dissolvo sentimentos que me limitam. Acolho a espontaneidade e os desvios inesperados. Desfaço, quebro, misturo tudo! Permito que a minha energia viaje para onde for necessário. Liberto-me de todas as fronteiras, crenças, estruturas e limitações. Sou verdadeiramente livre. Trago a energia da liberação a todas as áreas da minha vida que precisam ser preenchidas com liberdade. Acredito que tudo é possível, que existo num universo ilimitado. Dissolvo todas as formas de pensamento de derrota e hábitos que me tirem o poder. Deixo ir ou abro mão de qualquer coisa que me impeça de fazer brilhar a minha luz.

“Abro-me para receber a liberação e curo qualquer bloqueio com amor.”

Kin 167, Mão Espectral Azul

Eu dissolvo com o fim de conhecer
Libertando a cura
Selo o armazém da realização
Com o tom espectral da libertação
Eu sou guiado pelo meu próprio poder duplicado

 

TOM 11: Espectral (BULUC) – Como libertar e deixar ir?
PODER – Dissolve | ACÇÃO – Libera | ESSÊNCIA – Libertação

SELO 07: Mão Azul (MANIK)
PODER – Realização | ACÇÃO – Conhecer | ESSÊNCIA – Cura