1.29.7.9: Aguia Harmónica Azul, Kin 135

Há muitas histórias sobre Gênesis, nesta Terra. O que é difícil de ver, é que Todas as Histórias são Verdadeiras. Cada Testemunha, Cada TOTALIDADE e seu Porta-voz relacionam uma Teoria do Índice-Tempo de seu conhecimento de Como Tudo Começou.Kin 68

Tendo em conta o desenrolar dos assuntos mundiais, a minha atenção focou-se em Enuma Elish, a história da criação babilónica que fornece pistas para nossa situação actual. Esta história foi alegadamente transcrita em 7 Tábuas por volta de 2000 AC, tornando-se uma das mais antigas histórias que narra a criação do universo e como os seres humanos passaram a ser. Aqui vos ofereço uma versão simples.

♥No Vazio♥, dois seres são trazidos à existência, a feminina Tiamat e Apsu masculino. Eles eram semelhantes a Adão e Eva, mas num reino celestial, onde criaram muitas gerações de crianças.

As crianças tornaram-se extremamente barulhentas e distraídas. Isto irritava grandemente seu pai, Apsu, ao ponto dele decidir matá-los. A mãe, Tiamat , não estava de acordo. Uma das crianças, Ea, soube do plano de Apsu e ao invés disso, matou seu pai. Isto, naturalmente, deixou Tiamat muito triste e enfurecida.

Um alto conselheiro, Kingu, disse Tiamat que ela deveria começar uma guerra contra seus filhos. Ela recompensou-o com as Tábuas do Destino, que legitimaram a regra de um deus e controlam o destino.

Com raiva, Tiamat começou a guerra e transformando-se num enorme dragão de mar maciço, para vingar os assassinos do seu marido. Ela convocou as forças do caos e chamou 11 demónios/monstros para destruir seus filhos. Ela também convocou outras criaturas da escuridão, bem como os primeiros Dragões, cujos corpos encheu de "veneno em vez de sangue." (Esta é a primeira história do dragão registada).

 

water dragon

 

Marduk aproximou-se para parar Tiamat. Marduk tinha nascido no coração de Apsu, seu pai morto, e disse que apenas lutaria na condição de ser feito rei. Marduk, um deus da tempestade, convocou, então, os elementos - os quatro ventos e sete ventos (4 x 7 = 28).

Marduk pegou Tiamat na sua rede usando os ventos contra ela, ela em troca, tentou engoli-lo. Marduk disparou uma flecha que dividiu Tiamat em dois e, de seus olhos fluíram as águas dos rios do Eufrates e Tigres. De seguida, matou a sua progenitora e recuperou a Tábua do Destino, legitimando, assim, o seu reinado.

 

images

 

Marduk, então, cortou o corpo de Tiamat e fez dele um Novo Céu e uma Nova Terra, instituindo o Zodíaco e dizendo à lua como brilhar. Criou uma raça de seres humanos dos restos daqueles que instigaram Tiamat à guerra.

Marduk decapitou Kingu e do sangue deste rebelde criou Lullu, o primeiro homem, para auxiliar os deuses na sua eterna tarefa de manter a ordem e manter o caos no seu canto. Estes são os Annunaki, 300 no céu e 300 na terra. "An" ou "Anu" significa "céu" e representa o nome do "deus do céu," enquanto "Ki" significa "terra". Esta raça formou os mesoptâmios ou babilónios. A cidade da Babilónia foi construída em honra de Marduk, enquanto seres humanos foram criados para trabalhar a terra.

Quem está por trás desta história? O que diz sobre o nosso tempo presente? O que diz sobre o ser humano?

George Hunt Williamson considera que Marduk derivou de Maldek. Ele foi o primeiro a falar sobre Maldek na sua obra de 1953, "Outras Línguas, Outros Corpos".

Williamson declara:

"... Maldek foi um Mundo de Iniquidade que explodiu e ardeu, era um planeta do Nosso Sistema Solar que contaminou todos os outros planetas por causa de sua Maldade e Maldek (a Língua) Incendiou o seu vórtice, o poder de seu nascimento e ser e, por isso, incendiou a partir do seu estado Invisível, porque Maldek lançou o terrível poder de hidrogênio, quebrando o seu vórtice e tornando-se invisível...".

A destruição de Tiamat é paralela à destruição de Maldek. A "má" pessoa, que começou a toda batalha cósmica é levada para formar a raça humana. Desde a criação da Babilónia, que é a sede da Civilização Ocidental no Velho Mundo, tudo o que se está a desenrolar na história está estabelecido. Isto é interessante contemplar tendo em conta o tempo que estamos vivendo.

Foi a Memória do Planeta Maldek destruído que inspirou os 7 volumes das Crônicas de História Cósmica.

A Lei do Tempo, RA afirma:

Os povos de Maldek tinham uma civilização similar à do complexo social conhecida como Atlântida, na medida em que obtinham muita informação tecnológica e usaram-na sem cuidado, no que diz respeito à preservação da sua esfera, seguindo, na sua maioria, o complexo de pensamento, ideias e ações que pode associar com a sua, assim chamada, polaridade negativa ou ao serviço de si mesmo. Isto foi, no entanto, na maior parte, redigido numa estrutura de crença/pensamento sincero que parecia à percepção dos complexos da mente/corpo desta esfera ser positivo e de serviço aos outros. A devastação que arruinou a sua biosfera e causou a sua desintegração resultou do que se chama de guerra.

Chamaram-nos do Futuro no Tempo para garantir que tal catástrofe não ocorra novamente. Tudo começa dentro, e logo começa de novo.

 

beloved 

 


Texto de Stephanie South a.k.a Red Queen, publicado em:
https://1320frequencyshift.wordpress.com/