Amor nos Códigos 13:20

Amor nos Códigos 13:20

Qual é a sua forma de arte / visão?

TECENDO PALAVRAS E MÚSICA do meu coração passa a ser minha forma de arte. Minha arte começou a se desenvolver na época em que eu era adolescente, morando na Inglaterra e escrevendo cartas para meus entes queridos. Marcou o início da minha expressão epistolar, que continuou durante as minhas inúmeras viagens e quase toda a minha vida, longe da minha terra natal. Mais tarde, meus primeiros versos de poesia em forma curta começaram a surgir quando eu estava imerso na natureza, como uma forma de conversa com a Mãe Terra. Por fim, durante minhas sessões de cura energética, as canções foram surgindo, canções intimamente ligadas à alma do meu paciente. Reconheci essas diferentes formas de arte como frequências de amor, capazes de abraçar aqueles que entravam em contato com elas e, ao mesmo tempo, estavam curando meu mundo interior.

Quem são suas principais inspirações / influências artísticas?

Tendo sido criado em uma família de professores, sempre estive cercado (e vivendo) de livros. A inspiração para “Amor nos Códigos 13:20” (em breve em inglês e chinês também), baseada na história da minha vida através das frequências do tempo natural, veio da magia do Encantamento do Sonho e Valum Votan, o artista supremo do tempo e todo ser amoroso para toda a humanidade. O Cão Cristal, de minha Onda Encantada, é nosso parente comum. Ele foi uma inspiração constante, que me levou a compartilhar o legado dos Maias Galácticos e seu enorme conhecimento com pessoas de todas as raças e sistemas de crença. Fui convidado como Artista Lunar em um Vento Espectral, quando o PSI era meu oculto perfeito, o Vento Cósmico, e o kin equivalente, Tormenta Magnética, meu kin. Minha profunda gratidão.

O que a frase “Tempo é Arte” significa para você?

O tempo que passamos aqui na Terra tem que ser a ARTE de VIVER, a Arte de curar toda nossa espécie humana, a ARTE DE SERVIÇO, compartilhando nossos talentos e amor incondicional, como nossa amada Stephanie escreveu no prefácio de meu livro: “O amor é a arte mais elevada do tempo”. A frequência 13:20 é a flecha do Cupido, o bastão mágico de Merlim, a chave para recuperar nossa verdadeira natureza como ARTISTAS. Neste momento, a Arte da Vida e a Arte da Morte estão travando a última batalha, mas somos abençoados com os códigos 13:20, porque eles nos permitem ver além do óbvio. Isso nos ajudará a elevar nossas frequências como viajantes do tempo que somos – “uma vez perdidos, mas agora encontrados”.


Texto original da Fundação da Lei do Tempo, publicado em:
https://lawoftime.org/

 

3 Comments

  1. Adriana
    Abril 6, 2021

    Grata ! Vou esperar ..

    Responder
  2. Adriana
    Abril 6, 2021

    Ola bom dia
    Este livro esta a venda ?onde?
    Grata
    Adriana

    Responder
    1. Spaltron.net
      Abril 6, 2021

      Por enquanto, existem apenas em servo-croata … desculpe!
      Iremos informar quando a versão em inglês for lançada.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *